Desde o início das suas atividades e prosseguindo a sua missão – promoção da qualidade de vida e o desenvolvimento do pleno potencial de pessoas com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais, maiores do que 16 anos de idade –, a Associação QE criou a Bolsa Social QE com o propósito de contribuir para o pagamento das mensalidades dos seus clientes com maiores carências financeiras.

A Bolsa Social QE tem permitido ao longo dos anos que muitos clientes possam dar continuidade aos seus projetos de vida, consolidados nos programas de desenvolvimento que são individualmente delineados em função das necessidades, das aspirações e das motivações de cada cliente. 

Em termos práticos, para além de assegurar a sustentação dos projetos de vida dos clientes, a Bolsa Social QE permite à Associação QE suprir a diferença entre o Custo Real por Cliente e o valor da mensalidade pago pelos clientes – Comparticipação Familiar – que estão ao abrigo do Acordo de Cooperação entre a Associação QE e o Instituto da Segurança Social. 

Custo Real por Cliente

O “Custo Real por Cliente” é o custo real que cada cliente representa para a Associação QE, calculado em função das despesas verificadas no ano anterior no funcionamento das respostas sociais de Centro de Atividades Ocupacionais e de Residências, a dividir pelo número de clientes que frequentaram cada uma destas respostas sociais, atualizado de acordo com o índice de inflação.

Acordo de Cooperação

O “Acordo de Cooperação” entre a Associação QE e o Instituto da Segurança Social (ISS) é o protocolo assinado entre as partes que celebra o cofinanciamento por parte do ISS da mensalidade dos clientes a frequentar as respostas sociais de Centro de Atividades Ocupacionais (CAO) e de Residências (LR). O valor deste financiamento é atribuído de igual forma a todos os clientes inscritos em Acordo de Cooperação.

Comparticipação Familiar

A “Comparticipação Familiar” é o valor pago pelos clientes da Associação QE relativo à utilização dos serviços e equipamentos sociais do Centro de Atividades Ocupacionais (CAO) e das Residências (LR), determinado em função do rendimento anual per capita do agregado familiar. 

Para a maioria dos clientes, a soma dos valores relativos ao cofinanciamento assegurado pelo ISS e pela comparticipação familiar é muito inferior ao custo real por cliente definido. Isto significa que a Associação QE, através de fundos próprios, tem de colmatar esta diferença de modo a dar continuidade à sua operação. Precisamente por este motivo foi criada a Bolsa Social QE, que pretende dar resposta a esta lacuna, em prol dos clientes e suas famílias.

A Bolsa Social em números

Image

A Bolsa Social da Associação QE é um fundo constituído por donativos que comparticipa o custo dos serviços para clientes residentes e não-residentes que não têm condições económicas para os suportar.